Kpop, News

O.O do NMIXX é tão horrível que eu tive que ouvir a música em pedaços de 30 segundos e ainda assim me sinto lesada

Hoje é um dia muito difícil pra mim, talvez um dos piores dessa minha vidinha de blogueira fundo de quintal, que abdica um pouco do seu tempo livre pra ouvir as novidades do mundinho asiático e expressar as opiniões que ninguém pediu. Na maioria das vezes eu gosto, mas a blogosfera, meus colegas, a blogosfera tem seus dias de trevas. Hoje é o meu, e talvez de todo o resto por motivos de: o novo grupo da JYPE nasceu. 

NMIXX é a nova aposta da empresa, depois de quase três anos do debut do ITZY. E pra fazer um certo bafafá em cima da estreia delas, o seboso do Jinyoung achou que seria a sacada do milênio organizar uma pré-venda pra um grupo que ainda nem existia e do qual não se sabia quase nada. A comunidade reclamou, mas é óbvio que iam comprar mesmo assim (foi desse jeito que o conceito de NFT ganhou força, just saying) e depois de, sei lá, seis meses, esse é o resultado. 

Assista por sua conta e risco.

Eu poderia dizer várias coisas nesse primeiro parágrafo da review, poderia xingar, poderia esculhambar todo mundo envolvido, poderia achar graça, mas eu só consigo sentir uma coisa: pena. Pena de quem gastou dinheiro com isso na pré-venda, pena dessas meninas que se sujeitaram a debutar num troço desses, pena de quem precisou ouvir a versão final da música e foi coagido a aprovar. Simplesmente ultrapassamos uma linha aqui, e ela nem era tão tênue assim, que é a linha do bom senso. Daquilo de botar a mão na consciência e pensar “será que isso tá bom pra ser lançado?”. Porque, óbvio, gosto é subjetivo, mas existem situações que não dependem só de gosto. A existência de O.O é uma delas.

Já quero dizer que eu ouvi a música uma única vez, e ainda ouvi por pedaços. O trauma foi muito grande, sabe? Acho que é mais que o suficiente pra escrever esse post e passar o resto do meu dia querendo me matar igual o Didi, abrindo a boca com as mãos. O.O é mais uma daquelas faixas que querem reinventar a roda, assim como Next Level foi no ano passado, costurando estilos diferentes como uma grande colcha de retalhos. Só que vem aí o porém, e é um porém surpreendente vindo da minha pessoa: comparando com essa bagaça aqui, a empreitada do aespa soa muito, mas MUITO melhor. Em maio de 2021, eu achava isso impossível; corta pra mim neste momento, aclamando a existência de Next Level. É essa linha que o NMIXX ultrapassou: a de ser ruim por esporte, tão ruim que faz outra música igualmente ruim parecer boa.

O problema, como boa parte da minha bolha apontou e eu concordo, é que a SM meio que consolidou esses números limítrofes com o lançamento de I Got a Boy, do SNSD. Não entendam mal, hoje em dia eu acho essa música péssima, mas na época foi inovador, elevada ao nível de Bohemian Rhapsody coreana, e que, de certa forma (ainda mais observando o cenário hoje), envelheceu bem. O aespa tentou e, apesar de ser aquela coisa, só dá certo porque é a SM fazendo, justamente por ser uma fórmula que a SM popularizou. Ver grupos de fora, principalmente de outra empresa igualmente grande, pagando de edge, é constrangedor num nível que dói. 

Falando da faixa em si, a mixagem é péssima. Tem momentos em que o instrumental soa muito mais alto que os vocais, e tem momentos em que eu simplesmente não queria ter ouvido ninguém cantar. Meninas com vozes ardidas e esquisitas, seguindo o tom de gralha da Yuna do ITZY que alguém fez o favor de dizer que era bonito quando tentava parecer sensual. O desconforto das coitadas no meio dessa gororoba visual-sonora é quase palpável e elas não conseguem atravessar essa fronteira imaginária entre um conceito e outro com naturalidade. Nem o riff maneiraço de guitarra ali no meio salva porque a letra nessa parte é de se contorcer de vergonha. 

Acho que O.O é o exemplo perfeito de como uma embalagem bonita nem sempre é sinônimo de coisa boa. Gastaram milhões no MV (que, ainda assim, não ficou legal) e numa promoção de viés inovador, fazendo a galera gastar dinheiro sem nem saber o que vinha por aí. Normalmente o kpop faz isso mesmo, mas botar uma pré-venda seis meses antes de sair qualquer coisa do grupo foi esculacho com a inteligência do consumidor. E, bom, kpopper bom é kpopper que engole tudo sem fazer cara feia, então acho que o debut do NMIXX caiu como uma luva pra abrir discussões sobre os limites do cenário atual: em que ponto o gosto vira palhaçada? Pra mim, o ponto é aqui. E eu quero indenização por danos morais e psicológicos. 

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

6 comentários em “O.O do NMIXX é tão horrível que eu tive que ouvir a música em pedaços de 30 segundos e ainda assim me sinto lesada”

  1. Que música horrorosa!!! Next Level pelo menos tinha partes bem catchy e tal, depois que escutei essa música não lembrei de nada marcante, exceto que não gostei do resultado.

    Sobre as meninas, parecem clones, bem diferente do TWICE por exemplo, que ok, só tem visuais e tal, mas cada uma tem sua cor (uma mais fofinha, outra mais elegante e etc). Fora esse clipe carissismo, que foi pra mim inexpressivo, mais do mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Acho que a SM entende que mesmo sendo colcha de retalhos, eles fazem uma ligação em cada estrofe da música, que costuma ser o refrão, aconteceu isso com IGAB e com Next Level, ambas ruins mas tinha um ponto de encontro entre elas (o refrão), essa música é só 3 em uma mesmo

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu já disse isso antes e vou continuar repetindo: esse debut, e o grupo em geral, é o maior desperdício do tão falado “Privilégio Big 3”.

    Sério, você mesma comentou na review: ano passado eles fizeram esse experimento de vender albúns do novo grupo sem sequer revelar NADA sobre ele. E vendeu. Prova da força de branding que eles tem. Isso poderia, e deveria, ser um sinal que dava pra dar uma inovada. Sei lá, pegar um conceito horror e incorporar com uma fritação gostosa e chiclete, reviver a trend do aegyo só que de um jeito diferente. Qualquer coisa. Pois sabemos e eles sabem que iriam engolir. E poderia ter ficado BOM.

    Mas não, viram o sucesso do aespa e quiseram recriar e ainda tiraram inspiração de meio mundo do kpop (plágio é ir longe mas tem muita coisa parecida com vários outros grupos).

    O resultado é um single sem inspiração alguma, sem inovação ou carisma. Enfim, talvez deve ter sido de propósito mesmo, vai saber

    Curtido por 1 pessoa

  4. No fim essa música fez todo mundo deitar pra Next Level, ficou até nos trends do Twitter, JYP precisa deixar esses experimental para SM mesmo, porque essa tentativa de fazer um aespa além de estar fracassando em tudo quanto é lugar ficou vergonhosa.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Pior palhaçada dessa nova geração é isso de música experimental, agora toda bomba com 50 efeitos diferentes tem q ser aceita com essa desculpa de música diferentona, olha q até hoje eu não suporto ouvi next level completa, aqueles 20 segundos de tiktok tá ótimo pra mim, mas essa bomba ae não aguento nem 5 segundos, pior q falaram q a bside delas era melhor e é tão horrorosa quanto a título mas o fim de carreira mesmo foi as thread viral no Twitter mostrando q esse mv horroroso é tudo cena copiada de um bg fundo de quintal, que vexame em, outra coisa q achei estranha nesse grupo, a única cara q um rosto de destaque é a tal lily pq já tinha aparecido quando criança em um programa de seila oq, as outras meninas são tão básicas, será q temos nossa futura suzy da nova geração da jyp?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s