Xepa AYO GG | Lançamentos que não deram tempo de comentar

A Xepa de hoje tá saindo bem mais tarde que o normal porque eu fiquei fora de casa o dia todo. E, mesmo estando bem cansada e nem ter prestado atenção direito no episódio do Girls Planet 999 (preciso assistir de novo pra planejar o recap), vim cumprir o cronograma do blog e comentar as músicas que passaram reto por mim nessa semana. 

Brave Girls – After We Ride

Essa tinha post praticamente pronto, mas me enrolei toda no dia pra terminar e postar a tempo, daí achei que eu tinha perdido o hype e deixei pra hoje mesmo. Ótimo lançamento das it girls da Coreia, um synthpop puríssimo dos anos 80 quase saído do excelentíssimo canto do cisne do Wonder Girls, o Reboot, e com aquela canetada clássica do Brave Brothers. After We Ride é carregada de melancolia, fazendo jus àquela sensação que músicas com esse instrumental (quando é acertado) deixam. E eu amei a conexão meio documental disso aqui, conversando literalmente com a historinha que elas contaram em We Ride ao mesmo tempo que elas praticamente abrem o jogo do quão difícil e dura foi a vida pós-We Ride pra elas. Muito bom mesmo! 

CL – Spicy

Parece que o Alpha vai sair do papel, esse bebê gestacionado pela CL por anos. Como pré-lançamento pra manter o nome da gata vivo até o álbum ganhar vida de verdade é Spicy e… Não sei se a gente precisava ouvir isso. É um número bem ruim do NCT que poderia estar naquele álbum do molho, com um MV bem brega, mas acho que ela entregou uma das fotos mais icônicas desse ano, parecendo uma prateleira de ketchup no mercado. Talvez o objetivo fosse causar mesmo, pra gente lembrar que ela ainda é cantora e fazer uma propaganda interessante sobre o conceito. E até que deu certo.

YOUHA – ICE T

Depois de ficar bebinha de amor no começo do ano, a YOUHA se refresca com um chá geladinho em ICE T. Achei a produção bem nuga, viu? A música não tem um direcionamento legal, parece preguiçosa, quase um trabalho de um girlgroup de empresa pequena, cheio de drops e quebras de ritmo que só deixam tudo mais odiável. Podia ter seguido em frente com o retrozão de Abittipsy e lançar um synthpop de verão bem gostoso…

Everglow – Promise

Quem diria que uma música pra Unicef seria o melhor lançamento do Everglow desde o ano passado? Promise só prova como essas garotas são boas de verdade quando soltam um retrô assim. Mesmo não tendo a mesma força de LA DI DA e com alguns drops um pouco fora da casinha, isso aqui tá muito legal de ouvir. É até um alívio não ver o Everglow lacrando os haters ou cantando sobre como são as fodonas, com uma imagem mais limpa e carismática, incrível como esse conceito funcionou tão bem! Obrigada por dar uma carreira pras meninas quando a Yuehua nunca tentou, Unicef.

Jessica – Can’t Sleep

Outra que lembrou que canta foi a Jessica. Eu nunca falo sobre OSTs aqui no blog (até porque todo dia alguém lança uma diferente), mas achei esse evento em particular muito curioso, mais pela pessoa do que pela música em si. Can’t Sleep não tem nada demais, mesmo. Só faz parte da trilha sonora de um reality estrelado pelas irmãs Jung enquanto elas viajam pelos EUA. Não vai mudar a vida de ninguém, mas serve pra avisar pros coitados dos fãs que ela ainda tá viva. 

Lee Hi – ONLY

Depois de anos servindo de peso pra porta do escritório do Yang Hyunsuk, a Lee Hi vai lançar seu primeiro álbum pelo selo do Jay Park na próxima semana. Como pré-lançamento, temos ONLY, que faz um retrospecto com o seu próprio nascimento e uma história de amor de um casal que parece ser seus pais. Balada extremamente chata que faz o gosto dos coreanos, mas espero que ela seja melhor tratada na AOMG. 

Kyary Pamyu Pamyu – Gentenkaihi

A Kyary Pamyu Pamyu lembrou que tinha um aniversário de dez anos pra comemorar e fez seu retorno com a ótima Gentenkaihi. O Nakata ainda tá numa ótima fase e produzindo músicas de longa duração pros seus atos musicais; essa daqui lembra bastante as músicas do Capsule, com aquela aura estranhamente fofa da Kyary por cima. Só to preocupada com esse ritmo de lançamentos… Kyary, solta um álbum de comemoração aí pra gente!

FAKY – Sayonara My Ex

O FAKY apareceu hoje com essa daqui. Apesar de não fazer nada por mim, Sayonara My Ex foi composta inteiramente pelas meninas e, bom, não tinha como ser diferente, até por ser uma música bem intimista. Quem melhor pra contar histórias de ex-namorados senão quem viveu isso de fato? 

=LOVE – Natsu Matsuri Renbo u/Shukusai

O =LOVE geralmente ou acerta muito, ou erra muito. Ultimamente, elas só têm errado. Essa primeira música tem uma letra tão bobinha que eu dou risada.

Já essa segunda tinha potencial pra ser um lançamento de Halloween, mas como soltaram agora, eu perdi um pouco do interesse.

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s