Cherry Bullet se prende nas garras desse amor gostoso em Love So Sweet

Depois de ter me decepcionado por um ano e meio após um debut muito bom, o Cherry Bullet faz seu retorno com Love So Sweet e, de quebra, um mini álbum pras gatinhas (acho merecido, elas não paravam de lançar single).

Mas antes de vocês saberem o que eu achei desse comeback, confiram abaixo o MV:

Love So Sweet pode ser definida por uma palavra: elegância. Não dá pra negar que elas amadureceram do debut pra cá, e quando eu digo amadureceram eu não levo aquela bomba sonora chamada Hands Up em consideração. Aqui a gente tem um Cherry Bullet com cheiro de Marc Jacobs, nos moldes que o April tem apresentado pra gente, e eu considero isso positivo porque o grupo fica bem mais com a minha cara.

Musicalmente, Love So Sweet é uma espécie de retrô eurobeat que tem uma quebra de expectativa no pós refrão, e é justamente essa parte em específico que tem força pra virar um sucesso no TikTok, que é nada mais que um som parecido com um assobio e uma dancinha que até eu ou você conseguimos fazer. Prato cheio.

Vamos lá, como nada nessa vida é perfeito, falemos dos pontos negativos. Apesar da montagem final ser muito legal, eu não gostei do MV. Não sei se o pessoal da produção tava sem muita criatividade, mas não tem nada demais nele, é quase um vídeo de performance. Felizmente ele cumpre o propósito de mostrar a coreografia relativamente fácil, mas poderia focar somente em danças-chave.

Outra coisa, que é mais gosto pessoal do que qualquer outra coisa, é esse pós refrão. Não desgostei totalmente, mas sabe quando você espera que ele caminhe pra um lado e o resultado é totalmente diferente? Difícil explicar em palavras como eu gostaria que esse pós refrão fosse, mas não queria que ele se repetisse, e sim fosse “caindo”. Sei lá.

No geral, Love So Sweet serviu pra colocar o Cherry Bullet de volta no meu radar depois de ter vibrado tanto com o debut delas em 2019. É um grupo que eu acompanhei desde o começo, então essa volta nas minhas playlists significa muito pra mim.

Escute também: Keep Your Head Up

O primeiro mini do Cherry Bullet, Cherry Rush, não é ruim, mas não tem nada de muito extraordinário. O destaque, pra mim, acaba sendo Keep Your Head Up, um uptempo que poderia ser facilmente uma música de aquecimento ou intervalo da Fórmula 1. A energia que essa música exala é uma delícia e ela é recheada de sonoplastia de corrida mesmo, a gente consegue ouvir sutilmente o balançar de uma bandeira, um toque de largada, um carro dando ignição, etc. Eu gosto muito dos efeitos de derrapada no refrão, por exemplo. Keep Your Head Up leva seu ouvinte na garupa em uma viagem divertidíssima até o primeiro lugar.

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s