Chungha dá um spoiler sobre o final de Shingeki no Kyojin em X

O mundo parou hoje porque uma certa baladeira se recuperou totalmente da COVID-19 e finalmente nos agraciou com mais um lançamento. Dona Chungha desovou X há algumas horas e eu preciso dizer como isso aqui tá lindo.

Mas antes, vamos só relembrar quem não acompanha a gata. A Chungha vai ter um álbum completo pra chamar de seu e ele sai no dia 15 de fevereiro. Pra botar um fogo nos nossos rabos, o ano passado foi marcado por pré-singles pra que a gente pudesse dar uma espiadinha no que estaria nos esperando no tão aguardado Querencia. Essa tríade de lançamentos terminou hoje com X, que você pode conferir abaixo:

Logo nos primeiros segundos, todo mundo é surpreendido com algo que parece caminhar pra um pop rock mais melódico, mais calmo, e isso pode causar estranhamento pra quem estava acostumado com a atmosfera mais dark house de Stay Tonight, com a influência latina e veranesca de Play ou com o R&B retrô de Dream of You.

Mas X, apesar de parecer um lançamento mais morno diante de tanta coisa que a Chungha tem trazido, é uma música carregada de intensidade, de sentimento e de emoção. Conversando com seu eu interior, Chungha é uma gigante vagando em uma cidade que já não tem mais nada a oferecer a ela.

Solitária após clamar que tomou “um caminho sem flores”, sua decisão de terminar um relacionamento, crescer e se tornar alguém melhor foi algo que me pegou de surpresa. Eu não estava esperando uma letra que conversasse tanto comigo, mesmo por motivos diferentes, tem uma proximidade tão grande com o que eu tenho vivido dentro de mim, sabe? Talvez por isso eu tenha me emocionado tanto.

Você deveria ter me amado quando eu estava na pior. Agora você só me verá pela tela da sua televisão.

Movida por uma balada sentimental e um MV totalmente em preto e branco (a não ser pelas partes finais), X se torna uma mensagem de esperança e amor próprio pra tantas pessoas que viveram um ano difícil. Isso aqui facilmente é a minha música favorita do Querencia e não sei se alguma outra vai ter força o suficiente pra tirá-la dessa posição. Obrigada, Chungha, por estar saudável o suficiente pra deixar sua marca em mim.

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s