Jpop, Kpop, News

Xepa AYO GG | Lançamentos que não deram tempo de comentar

Quarta-feira, dia 2, feriado. Tava eu, fazendo vários nada, quando lembrei (de novo) que não faço um post da Xepa há quase um mês. Na real, eu me perdi nos domingos e decidi esperar outubro acabar pra matar o restante das músicas que eu não comentei durante os dias que passaram. Ou seja, como algumas eu já inclui nas melhores do mês passado, vou usar esse post pra falar daquelas cuja existência eu realmente esqueci.

MAMAMOO – Illella

Tipo isso que… Né. Claro que, nem de longe, é a pior coisa que o MAMAMOO já lançou. Aliás, eu gosto da empolgação inicial, mas o problema que eu tive é justamente o que a maioria das reviews que eu li apontaram: essa porra não tem fim!!!!!! Os versos são muito curtos e o refrão é um amontoado de illella hey illella ella hey. Juntando tudo em um pouco mais de três minutos faz com que a música seja chata. Sem contar que isso claramente é um lançamento atrasado de verão.

Dreamcatcher – Vision

Novamente o Dreamcatcher se baseou na sonoridade apocalíptica do Muse e, não estou reclamando, mas não criei nenhuma memória com Vision desde que lançou. Nem boa, nem ruim. A música é redonda dentro da proposta delas, o instrumental é emocionante e tal, mas… Sei lá. Tiveram coisas melhores em outubro.

ITZY – Boys Like You

Efeito curioso esse de grupos de kpop lançando coisas estranhamente dentro das métricas do pop ocidental, ainda mais o ITZY, que depois de incluir tanta desgraça na discografia nos últimos dois anos, apareceu com uma trilha sonora de Lizzie McGuire. A música é legalzinha, mas não empolga nem um boneco de posto.

Pink Fantasy – Bizarre Story: Get Out

Um grupo que nem tem o que comer conseguiu juntar uma grana e fazer um MV convincente de terror, que só complementa a música, que é bem boa. Lembrando que a coelha tá em hiato e isso deixou tudo fluindo ainda melhor.

Jo Yuri – Loveable

Ainda bem que a Mnet comprou a vaga dela no IZ*ONE porque se dependesse dessas imitações da fase quirky da Taylor Swift…

CLASS:y – Tick Tick Boom/Zealous

Ai se esse tivesse sido o debut delas… Coloquei na minha playlist? Não, mas isso não invalida o fato da música ser boa.

Já essa nem precisava existir.

VIVIZ – Rum Pum Pum

Meu Deus, o MV chiquérrimo e cheio de história pra ser uma faixa do Universe, pra quê???

Chanmina – Mirror

Eu gosto mais da Chanmina alcoólatra sofrendo por amor, mas essa daqui também tá bem legal.

AKB48 – Hisashiburi no Lip Gloss

Comentei no último post como elas tinham escolhas bem melhores pra single que resgatam os tempos de ouro da mesma forma, mas eu sei como o AKB48 funciona e eu só aceito.

ANGERME – Kuyashii wa/Piece of Peace ~Shiawase no Puzzle~

Música à parte (que eu até gostei), tem uma menina nesse grupo que é muito [censurado].

Isso aqui eu achei que fosse disband. 

FAKY – My Story

Essa é disband com certeza.

& – Yoiyoi

PORRA ELAS MELHORARAM FINALMENTE!!!!! COM UM CITY POP E UM CLIPE NA HORIZONTAL. Só não me arrebatou porque achei que a música segue uns caminhos nada a ver, mas já me dá um pouco mais de esperança pro futuro. 


Além disso, a Letícia comentou em outro post pedindo minha opinião sobre três músicas (uma delas já tava na minha lista). Quis deixar separado das demais pra ela ver que eu li o comentário e pedir desculpa pela demora.

Jiae – Love is Love

A maioria pode não saber, mas a Jiae, ex-Wa$$up, existir como solista e lançar essa música depois de tudo que ela passou sendo bissexual na Coreia do Sul é muito importante. É como se fosse um claro recado, ainda mais por ter sido rejeitada várias vezes pelas gravadoras, que a comunidade LGBTQIA+ sul-coreana existe e, enquanto existir, ela vai sair dos esconderijos e ocupar cada vez mais espaços. A música é muito boa e, principalmente, honesta. 

Serri – Like

A diva do Dougie lançou uma faixa bem simpática, talvez algo que o próprio Dalshabet lançasse nos seu último ano de vida por soar parecida com FRI.SAT.SUN. Não é algo que eu vá ouvir mais de três vezes, mas fica aí a nota de que é divertida.

EruhWa – THE RED MOOn

Cuidado! O vídeo acima tem efeitos estroboscópicos e pode causar desconforto e mal-estar em quem assistir.

Já essa daqui eu não faço a menor ideia e fiquei maluca com os primeiros segundos do vídeo parecendo o episódio banido do Porygon. Mas a mona aí tem um puta vozeirão e tanto a música quanto o MV tem uma pegada tradicional bem forte. 

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s