Jpop, Kpop, Playlist

Playlist AYO GG | Outubro/22

Eita galera, e esse tempão que eu fiquei desaparecida daqui? Juro que não foi intencional, acabei enrolada com um monte de coisas e acontecimentos (leia-se: vivi minha vida), e no fim das contas fiquei sem energia pra sequer acompanhar o pop asiático, tanto que muitas músicas na lista eu vou comentar pela primeira vez. O mais provável é que esse período de eleições tenha me esgotado de uma forma que, enquanto não acabasse, eu não conseguiria me concentrar o bastante pra escrever aqui, mas ainda bem que essa primeira fase de um novo tempo no Brasil deu certo. Lula foi eleito numa margem apertada, mas de forma democrática, e agora nos resta tomar cuidado pra não cair nas ciladas absurdas do outro lado e torcer pra um bom governo. 

Sobre o blog ficar parado por conta da minha mudança, acho que já superei. Quer dizer, daqui uma semana faz dois meses desde que saí da casa dos meus pais e tudo aqui tá cada dia mais fácil e com a minha personalidade, dentro das possibilidades. Desde o último Playlist, consegui organizar um espaço pra trabalhar, escrever e passar algum tempo, mas uma coisa engraçada que rola quando a gente finalmente tem privacidade e poder de escolha é que o computador é o lugar onde eu menos fico no apartamento todo. Geralmente eu to cozinhando ou jogando na TV e, quando eu percebo, já tá tarde pra escrever alguma coisa. Foi o que aconteceu por aqui durante o mês passado.

Bom, de qualquer forma, eu acompanhei outubro de forma bem mais ativa que o outro mês. Acho que a maior motivação pra isso foi o fato de ter tido lançamentos muito mais legais e interessantes, principalmente na primeira metade, sendo esse o melhor mês do pop asiático desde agosto, musicalmente falando. Mas também queria deixar um pedaço desse post pra prestar minha homenagem às vítimas do Halloween de Itaewon, uma tragédia horrível que deixou 151 mortos e acabou manchando um dia e local incríveis pra cultura de rua coreana. Não consigo nem imaginar a agonia e sofrimento de todas as pessoas que estavam lá, daquelas que sentiram uma dor dilacerante nos seus últimos momentos e de outras que perderam amigos de longa data. 

No AYO GG, outubro teve números semelhantes em relação a setembro, com o total de 5,4 mil visualizações e 1,7 mil visitantes em seis posts, um a menos. Apesar da mina contribuição igualmente fraca no blog, ainda assim o cenário é parecido; alguns lançamentos acabaram segurando o rojão por dias afinco, principalmente o post sobre a nova do (G)I-DLE, que pode até não ter tido tantas views como aconteceu com Tomboy, mas provavelmente esse deve ser o que concentra a maior quantidade de comentários até hoje, inclusive um querido aí que disse ter recomendado meu trabalho pros amigos. Não prometo nada, mas quero tentar fazer com que novembro seja mais movimentado por aqui. No mais, obrigada!

Em ordem, os cinco posts mais vistos do blog esse mês foram:

– A peladinha do (G)I-DLE (que, modéstia à parte, eu mandei muito bem);

– Lee Gai e sua história maluca e sofrida, que foi impulsionado graças ao Dougie;

– Um comparativo entre duas monas do IZ*ONE;

– O desastre humanitário lançado pelo Kep1er (bizarro, já que o álbum tá bem legal);

– E o LE SSERAFIM confirmando o poder do Mercosul com a volta do Lula ao poder.

1. Seulgi – Los Angeles: De repente, a SM decide fazer da Seulgi o Taemin feminino deles (no quesito lançamento solo, mas principalmente em enfiar a irmã num monte de projetos) e, vendo o resultado, parece ter sido uma coisa engavetada por muito tempo. No final, não me agradou, mas temos Los Angeles, um dark pop maravilhoso que deveria esperar mais uns dias pra sair perto do Halloween. A aura dessa música é arrepiante, algo que o Depeche Mode lançaria num dia normal.

2. Kyary Pamyu Pamyu – Isshin Doutai: Não é nem de longe a melhor da nossa tidinha, ainda mais por conta do refrão que perde bastante força, mas nem to reclamando, hein? O Nakata continua inspirado e produzindo suas músicas mais legais desde muito tempo. É aquilo de se levar a sério demais a ponto de ser engraçado. Suco puro de Pamyuzão.

3. ExWHYZ – Obsession: Mesmo caso da anterior, mas não tem como julgar muito porque o grupo acabou de (re)debutar, então seguimos mantendo a qualidade lá no teto com Obsession. Dessa vez produzida pelo 80KIDZ, mesmo duo que, 12 anos antes, lançou uma música com a Lovefoxx, musa alternativa pra qualquer adolescente indie dos anos 2000/2010 (tipo eu). O refrão é extremamente caótico e eu amo.

4. Lee Chaeyeon – Aquamarine: Já falei no post dedicado como a WM cagou pros pontos fortes da Chaeyeon e deu logo uma música inofensiva que não se encaixa com ela, apesar de ser bonitinha e tal. Aquamarine é a mesma coisa, com a desculpa de ser assim por ser uma álbum track, mas eu duvido um pouco que sobreviva até o fim do ano comigo.

5. Kwon Eunbi – Croquis: Já a Eunbi botou pra fuder nesse último EP. Mesmo que eu não tenha me apegado à title, nem tem como negar que a qualidade subiu demais desde o debut e, bom, Croquis é absolutamente tudo que eu queria que Glitch fosse: mais ballroom, mais futurista e mais bichona. Gosto de pensar que ela tá experimentando nesse seguimento aí, mas já melhorou bastante em entregar atos dançantes pros LGBTQs. 

6. Kwon Eunbi – Simulation: Por outro lado, temos Simulation, um número igualmente futurista, mas que caminha pra um lado mais michaeljacksonesco da coisa. O R&B, o grave pulsante do baixo, o coral no refrão e até os maneirismos na voz emulam bem demais o rei do pop, tão bem a ponto de me fazer ousar em dizer que a Chungha precisa tomar cuidado pra não ter seu trono tomado.

7. Kep1er – Downtown: Como eu disse mais pra cima, o fato do Kep1er ter lançado aquilo como single me fez mal fisicamente, porque as malditas conseguem manter um carisma na voz com músicas mais… Audíveis. Assim, não vou dizer que o grupo é um primor nos quesitos básicos, mas essa daqui, por exemplo, é bem simpática. 

8. Kep1er – Dreams: Assim como Dreams, que provavelmente é fruto de uma figurinha trocada com o WJSN nos bastidores do Queendom 2, já que soa muito como trilha sonora de soft porn que esses grupos menores acabam lançando uma hora ou outra. Por mim, podem meter uma dessas nos álbuns sempre, eu gosto muito da atmosfera espacial que esses números proporcionam. 

9. LE SSERAFIM – ANTIFRAGILE: Tem jeito não, manas. O LE SSERAFIM serviu a melhor do mês e, talvez, uma das melhores do ano (como se eu já não tivesse mencionado o grupo duas vezes no meu esquenta). É impressionante como essa música consegue soar como um bairro culturalmente estabelecido por décadas graças a imigrantes latinos na Coreia do Sul, tamanha fidelidade que a HYBE teve em emular um reggaeton legítimo. ANTIFRAGILE é uma locomotiva frenética que passa por cima de todo mundo sem dó; passou por mim e vai passar por você.

10. LE SSERAFIM – No Celestial: Não satisfeitas, elas foram lá e meteram um pop rock noventista de gostosas meio Hole. Eu gosto como essa daqui é destemida em todos os sentidos e consegue passar essa exata sensação a quem ouve, como se eu fosse inabalável não importa quais problemas eu tenha depois que a música acabar. Delícia.

11. (G)I-DLE – Nxde: Sim, você vai ver por aí (inclusive no meu post mesmo) sobre como Nxde é horrível. Eu não discordo; a Soyeon mesmo deve saber que poderia ter trabalhado todo o conceito de uma forma bem melhor. Mas, sei lá, gosto é um bagulho imprevisível, né? Eu fiquei completamente fissurada na troca de humor entre o pré-refrão e o refrão, além de estar apaixonada nas linhas da Shuhua. Enfim…

12. AKB48 – Wagamama Metaverse: Depois de críticas, o AKB48 resolveu voltar ao som açucarado de origem e, assim, eu não tenho nada contra essas músicas do grupo (eu gosto muito de algumas por aí), mas achei o single da vez bem fraco e nada contagiante. Aí, sem querer, caí nas graças do projeto metaverso. Pois é. Wagamama Metaverse é bem boa, apesar das origens duvidosas. Parece trilha sonora de Super Sentai se os Super Sentai fossem um episódio de Ru Paul’s Drag Race.

13. AKB48 – Unmei no Uta: Já essa daqui é uma forte candidata pra ser single moral no lugar do que foi lançado. É emocionante, melancólica, heróica, tudo que uma faixa do AKB48 precisa pra ser respeitada e lembrada por alguns anos. Espero que faça muito sucesso nos concertos do teatro. 

14. ALICE – Dance On: Caso vocês não saibam, esse grupo aqui é o falecido Elris com um novo nome e, dessa vez, elas finalmente acertaram. Eu fiquei me matando antes de começar o post pra lembrar qual música Dance On me lembra porque eu tenho certeza que existe um sample bem famoso aqui. Até o Shazam eu usei pra ver se me ajudava, mas não deu em nada. Me digam que eu não to maluca, por favor. 

15. Acid Angel from Asia – Dimension: O Jaden Jeong é um canalha, isso é inegável. Quando eu vi que ele tava envolvido nesse novo grupo (que vai ser lançado como units rotativas, pelo que eu entendi), eu já senti um pesar pelas coitadas envolvidas. E eu ri demais quando ele correu pra lançar o NuguJeans dele, title essa que eu não gostei por ser bem sem graça, mas em Dimension o desgraçado conseguiu me pegar. Me lembra uma álbum track do Odd Eye Circle de todos os jeitos. MALDITO.

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Um comentário em “Playlist AYO GG | Outubro/22”

  1. 1. seulgi como taemin feminino é uma… boa descrição. los angeles é otima. gostei também de anywhere but home quando ouvi pela terceira vez.
    4. eu até que gostei de hush rush. não mudou minha vida para o pior, pelo menos. mas aquamarine é mesmo a melhor música que ela lançou ali.
    5.&6. já croquis e simulation foram ótimas, mesmo!
    9. le sserafim só lançou música boa na minha modesta opinião (por enquanto?).
    10. por alguma razão, impurities me pegou um pouquinho mais? mas no celestial é maravilhosa também!
    14. EU NÃO SABIA QUE ERA O ELRIS!?????????????????????????? SOCORRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRO
    15. desrespeito o jaden jeong como pessoa mas aff🤦‍♀️

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s