Kpop, News, Panorama

Panorama AYO GG | CLC

Ainda não sei muito bem como me introduzir aqui, mas para quem está caindo de paraquedas tanto quanto eu: sou a Natália, amiga da Rafa, e acabei de entrar na equipe do Ayo GG para contribuir com minhas reviews cheias de favoritismo e zero profissionalismo. Eu finjo que entendo de música, vocês fingem que acreditam em mim. Enfim… O Panorama Ayo GG basicamente é uma mega review de álbuns em ordem cronológica e focada em destrinchar uma artista por vez.

E quem melhor para começar que o CLC? As recém disbandadas infelizmente só ficaram na boca do povo quando emularam um comeback da Hyuna com Hobgoblin, e quando a pobre coitada da Yujin precisou rebater a pior (ou a melhor) das evil edits da MNET com o icônico “I go up… But you don’t” de Helicopter. O que muitos não sabem é que, no meio de tanta trambicagem da Cube, elas deixaram várias músicas legais pelo caminho e meu papel aqui é reuni-las para te recomendar.

Antes de ler:

  • É uma review de toda discografia (focada nas bsides), mas no fim do post tem um resumo chamado “Hora do Veredito”;
  • São NADA profissionais, 100% opinião minha, até porque não entendo a fundo de música. O quesito é basicamente “ouviria mais vezes ou não é meu estilo de música?”;
  • Não conto com singles, álbuns japoneses, remixes, covers, osts, units e etc. Apenas álbuns e minis coreanos;
  • Fique a vontade para sugerir mais artistas!

Quem é CLC?

CLC é um girlgroup formado pela Cube Entertainment em 2015. O grupo estreou com apenas 5 integrantes: Seunghee, Yujin, Seungyeon, Sorn e Yeeun. E em 2016, foram adicionadas mais 2 membros: Elkie e Eunbin, que mantiveram a formação em 7 integrantes até que em 2021 Elkie rescindiu seu contrato com a empresa. Não muito tempo depois, CLC oficialmente deu seu disband (comentado pela Yujin enquanto participante do Girl’s Planet 999, mas oficialmente noticiado pela Cube em 19 de maio de 2022).


First Love (2015)

Nota: 3/10

Nem a Pepe salva. Elas tem um timbre bom tanto para o vocal, quanto para o rap, mas as músicas não ajudam nada. O mini é bem a cara da maioria dos lançamentos dos girlgroups nessa época, mas não foi tão bem executado assim. Chato, não ouviria de novo a maioria das músicas.

Músicas Favoritas: First Love

Question (2015)

Nota: 5,5/10

Dessa vez, o mini pelo menos é animadinho, dá para engolir. Apesar de parecer muito genérico perto dos lançamentos da época (assiste o MV de Like, é a cara de 2015), as músicas são melhor executadas que o álbum anterior. Dá para ver que elas estão começando a achar uma “identidade musical” na batida bem marcada e a música eletrônica característica de 2015. Ah, sim, eu pulei a ballad What Should I Do, achei chata, mas os vocais são bonitos.

Músicas Favoritas: Hey-Yo

Refresh (2016)

Nota: 3/10

Mais um caso onde nem a title (High Heels) salva. Álbum mediano do início ao fim, só uma música realmente me atraiu nele, que foi Friend Lover Zone por conta da vibe gostosa. De resto, eu acabei pulando sem remorso algum de tão chatas. Um real desperdício para os timbres e raps bons/em desenvolvimento delas. Triste, CLC, triste.

Músicas Favoritas: Friend Lover Zone

Nu.Clear (2016)

Nota: 5/10

Aqui pelo menos a title dá pra engolir, pois No Oh Oh é bem gostosinha e tem uma vibe meio Girls Day. Não são péssimas, mas também não são ótimas. Se você gosta de cute concept (tipo MUITO, MUITO) dá para engolir e, comparado aos lançamentos anteriores, até que está melhor. As bsides não são muito memoráveis, algumas eu até pulei, e as que gostei eu não sei se ouviria de novo.

Músicas Favoritas: One, Two, Three.

Crystyle (2017)

Nota: 9/10

A PESSOA QUE COLOCOU A HYUNA NA RETA DO CLC MERECE UM BEIJO. Ouvir o Crystyle depois dos 4 minis anteriores é quase um alívio auditivo. É o real divisor de águas do CLC, não só no conceito: raps e vocais MUITO bem aproveitados, a title Hobgoblin é impactante de verdade e as bsides realmente boas que andam lado a lado com a title de tão coeso. Bom do início ao fim, era TUDO o que o CLC precisava. Eu realmente gostei de todas as bsides e a maior parte eu ouviria de novo e de novo facilmente.

Músicas Favoritas: Liar e Meow

Free’sm (2017)

Nota: 8/10

Que. Mini. Foi. Esse. Nenhuma das músicas se parecem, mas todas são boas e gerou uma mistura interessante. Where Are You é chatinha, apesar de ser uma boa title com pegada R&B dos anos 90. BAE já tem uma batida viciante puxada para o reggae que me agrada mais. I Like It é A CARA da Hyuna, não me surpreenderia se fosse produção dela (e seria uma boa title porque faria uma ponte entre o Crystyle e o Black Dress). Call My Name é outra música ÓTIMA com uma pegada EDM no ponto. Summer Kiss lembra a era cute do CLC, mas deixa aqueles 4 primeiros minis terríveis no chinelo. Hold Your Hand é a clássica ballad de fim de álbum (que eu pulei, diga-se de passagem). É revigorante ver essa versatilidade do grupo num álbum tão bom de ouvir.

Músicas Favoritas: I Like It

Black Dress (2017)

Nota: 8/10

É um pouco mais coeso que o Free’sm por todas as faixas terem uma pegada EDM e Big Room House. Se você gosta da title Black Dress, com certeza vai curtir o resto do mini. Os destaques vão para: Like That, que começa bem calma mas o drop do refrão cria um ótimo plot twist na música; e To The Sky, que difere do conceito do álbum, mas é tão contagiante e alegre que é impossível parar de ouvir. O ruim é a ballad de fim de álbum sem pé nem cabeça. Mas amei o mini, de verdade.

Músicas Favoritas: To The Sky

NO.1 (2019)

Nota: 8,5/10

Eu já ouvi algumas músicas do NO.1 antes, e posso afirmar: BOM DO INÍCIO AO FIM, tirando title. NO é muito chata, principalmente na parte do “Red lips? No”. Parabéns pela militância, mas é chata. O resto do mini é bem coeso e tem músicas ótimas. Acho que foi o único que eu ouvi do início ao fim no repeat sem enjoar ou pular alguma faixa (além de No). E, sinceramente, Like It é a title desse mini aqui em casa. Enfim, é um ótimo trabalho.

Músicas Favoritas: Show e Like It


HORA DO VEREDITO

Consenso geral: vamos todos fingir que CLC antes de 2017 NÃO EXISTIU. Foi um delírio coletivo da Cube. Quem ouve CLC dessa época já sabendo dos lançamentos posteriores é quase uma tortura de tão ruim.

Ignorando isso, acho que essa mudança radical no conceito foi uma das melhores que já vi no k-pop. Conseguiu destacar os pontos positivos do CLC que estavam escondidos em álbuns ruins e músicas filler. A maioria das bsides são muito boas e tem uma versatilidade de gêneros musicais (geralmente entre Hip-Hop e EDM) bem executada. Para mim, é uma pena que elas tenham terminado a carreira de maneira tão feia com o single Helicopter (que só hitou depois de virar diss track da Fu Yaning) e um disband mal anunciado pela empresa. Espero que as outras integrantes possam fazer boas carreiras solos e levar para frente esses pontos positivos que o CLC demorou tanto para explorar.

E para que o CLC tem tanta música com nome parecido? É Like, Like That, I Like It e Like It. QUATRO.

OVERALL

Nota: 50 ÷ 8 = 6,25

O overall é a soma das notas da review dividida pelo total de álbuns do artista.

TOP 5 – Álbuns/Minis

  1. NO.1
  2. Black Dress
  3. Crystyle
  4. Free’sm
  5. Não tem 5º lugar porque eu não tenho coragem de botar nenhum dos 4 primeiros álbuns delas

TOP 5 – B-Sides

  1. Like It
  2. Show
  3. To The Sky
  4. Liar
  5. Meow

Com a tag

4 comentários em “Panorama AYO GG | CLC”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s