aespa bota o gogó pra jogo com a balada de inverno Forever

Depois de vir com a polêmica Black Mamba (que agradou alguns, mas foi massacrada por outros), o aespa voltou hoje com a música Forever que, na verdade, é um cover de um compositor da SM chamado Yoo Youngjin e que está no álbum Winter Vacation in SMTOWN, de 2000. Quantos anos você tinha em 2000? Eu tinha cinco.

Enfim, com a descrição do comeback sendo uma música aconchegante de inverno, eu fiquei pensando onde a SM queria chegar com um lançamento de Natal em fevereiro, e como isso se encaixa dentro do roteiro do aespa, mas depois de assistir, eu consegui arrancar algumas coisinhas. 

Mas primeiro, assiste o MV aí embaixo!

Antes de tudo, eu estava certa: a SM realmente lançou um MV nevado com a cara de dezembro com a primavera batendo na portinha. Tem muito branco, muita neve caindo na janela, muito casaco de frio e até um globo de neve, que é onde as meninas estão. Mas não vou mentir dizendo que o MV não está bonito, porque tá maravilhoso. 

Forever é essa balada 101 que todo mundo tá acostumado a lançar pra encher linguiça em álbum ou, como nesse caso, produzir todo um contexto pra ser um lançamento principal. Eu não gosto de baladas, acho que já falei isso aqui muitas vezes, mas Forever mostra um lado mais sentimental e bonito do aespa, com a NingNing mandando seus melismas tal qual a Bada fazia no SES. Ter essa música no catálogo do grupo mostra que a SM ainda é forte em produzir vocalistas, mesmo que umas sejam mais fraquinhas que outras. Falando nisso, vale destacar que a Karina evoluiu bastante desde o pré-debut, onde ela foi muito criticada pelas técnicas vocais e coreográficas. 

A respeito do universo que a SM criou pro aespa, mesmo que não seja algo tão caricato como Black Mamba foi (a ponto de sintetizarem tanto a letra da música até que ninguém entendesse nada do que tava cantando), Forever tem seus aspectos conceituais ao mostrar os avatares lá de Kwangya observando com carinho as meninas cantando dentro do globo de neve. E não só isso, como eu ainda ouso dizer que o tempo deve passar de forma diferente nos dois mundos, é por isso que temos uma balada de inverno somente agora.

Enquanto Black Mamba é a apresentação ao público sobre do que se trata o universo ae, contando a história de tudo aquilo como se fosse uma fábula, Forever mostra que as meninas tem sua vida no mundo real e, mais ainda, que tudo isso ocorre antes da Karina conhecer a NAVIS e elas ainda não fizeram a passagem pelo SYNK. Posso estar viajando? Posso, mas como uma música normal, Forever também tem seus méritos por apresentar um lado do aespa que ainda não conhecíamos. O que será que vem por aí? 

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

4 pensamentos

Deixe uma resposta para Guilherme S. Gonçalves Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s