Kpop, News, Panorama

Panorama AYO GG | GFriend

Parece que julho está passando rápido só porque é o mês das férias, não é? Eu nem percebi quando chegou o meio do mês, mas vou aproveitar o que ainda resta para fazer mais Panoramas (se essa alérgica aqui não pegar mais nenhuma gripe até lá). E se tiver sugestões de girlgroups ou solistas que as bsides valem à pena ouvir, só mandar que estou sempre aberta à sugestões!

As felizardas de hoje são as donas do disband mais triste da história do kpop (segundo a revista EU): GFriend. O debut foi numa era onde girlgroups escolhiam entre estourar o branco do vídeo num cenário escolar, ou estourar a saturação de cor dentro de cenários-caixa vindo direto do Xuxa Só Para Baixinhos. Foram de white aegyo, mas só fizeram barulho no comeback seguinte, que viralizou de um jeito inesperado: com um compilado de quedas da Yerim durante Me Gustas Tu. Apesar de muita piada vs preocupação, foi o suficiente para fazer os olhos da Coreia brilharem com as coreografias “difíceis e complexas de mais para o conceito”. Entre as críticas de “não mudarem de conceito” e “não gostarem da mudança”, elas se estabilizaram como grupo a ponto disso não afetar mais. O auge foi Apple, onde elas realmente encarnaram as netas das bruxas que não conseguiram queimar. Foi uma surpresa tão grande que criou-se uma expectativa para o lançamento seguinte. Walpurgis Night nos proporcionou: fotos teaser onde as membros eram executivas sexys e cansadas da balada; Yuju fazendo poledance no MV teaser; A title Mago, um dos melhores resultados dessa onda rançosa de Anos 80; E um disband. Sem alarde, sem avisar direito às membros. Simplesmente morreram. Dizem que foi por vendas baixas de mais, ou por conta da Hybe ter comprado a Source Music, e outros até dizem ser para eles conseguirem debutar as Serafinas com a fugida da FEBEM. A única certeza que foi uma tristeza tão grande que isso faz quase 1 ano e eu continuo triste como se fosse ontem. Mas o foco aqui é outro: vamos conhecer as ótimas bsides que o GFriend deixou para nós.

Antes de ler:

  • É uma review longa de toda discografia (focada nas bsides), mas no fim tem um resumo chamado “Hora do Veredito”;
  • São NADA profissionais, 100% opinião minha, até porque não entendo a fundo de música. O quesito é basicamente “ouviria mais vezes ou não é meu estilo de música?”;
  • Não conto com singles, álbuns japoneses, remixes, covers, osts, units e etc. Apenas álbuns e minis coreanos;
  • Fique à vontade para sugerir mais artistas!

Quem é GFriend?

GFriend é um girlgroup formado em 2015 pela Source Music, empresa (agora) subsidiária da HYBE Corporation. As 6 membros do grupo eram: Sowon, Yerin, Eunha, Yuju, SinB, e Umji. Em maio de 2021, foi anunciado o disband do grupo.


Season Of Glass (2015)

Nota: 4/10

Não achei nada UAU impressionante, até porque na época Glass Bead não chegou a ser um debut de impacto. Levando em consideração que eu sempre pego mais leve em minis de debut, esse aqui é bem fraquinho. A melodia num geral é gostosinha, as músicas tem aquela pegada de “romance colegial”, o mais puro suco de white aegyo popular da época, mas as bsides tem cara de filler e não são muito atrativas de ouvir novamente.

Músicas Favoritas: Glass Bead

FLOWER BUD (2015)

Nota: 6/10

O mini é bom só por ter Me Gustas Tu, fim de papo. Mas eu gostei bastante, sou fã de cute concept e esse foi bem executado pelo menos na title. As bsides mantém o conceito de “romance colegial”, um popzinho com tom mais alegre contagiante e você escuta tudo sorrindo. Porém, ainda assim, as bsides continuam tendo a presença de uma porta de tão fillers.

Músicas Favoritas: My Buddy

Snowflake (2016)

Nota: 6,5/10

Esse terceiro mini veio pra fechar a trilogia do Gfriend com chave de ouro. Ele continua com a temática colegial dos 2 anteriores, mas as músicas são beeem mais robustas e com uma cara um pouco menos “alegre e inocente” comparado aos anteriores. Sinto que foi ele (principalmente Rough) que ajudou na característica “sim, faremos conceito fofo e, sim, teremos um instrumental MUITO bem trabalhado” do grupo. Apesar de gostar bastante do álbum num geral e de achar as faixas ok, poucas bsides realmente me chamaram atenção aqui.

Músicas Favoritas: Someday

LOL (2016)

Nota: 7,5/10

O primeiro full álbum do GFriend e dono da title Navillera trouxe de volta a pegada mais alegre do grupo com um toque de “férias da escola”. Gostei MUITO desse álbum porque elas aproveitaram melhor o conceito em que estavam dominando, trazendo uma robustez nos arranjos, ritmos, instrumentos (principalmente os de banda) sem perder a essência do grupo. Finalmente tive algumas bsides que realmente me atraíram e deram vontade de ouvir mais vezes, como: LOL, pop super animadinha; Distance, o MELHOR uso para a gaita do Chico Bento; Water Flower, uma opening de anime colegial com bandinha; e Click, uma demo perdida do K-On.

Músicas Favoritas: Distance

The Awakening (2017)

Nota: 5/10

Quem fala mal desse mini só por causa de Fingertip deveria parar e ouvir o mini inteiro, para então perceber que Fingertip é praticamente a única que salva. A intenção foi boa, inovar sempre é legal e GFriend é um grupo muito versátil, mas The Awakening tem músicas muito chatinhas e só não são mais esquecíveis porque o conceito novo causou certa surpresa. Um adendo: essa crítica não inclui Rain in the Spring Time PORQUE ESSA É A MELHOR BSIDE DO ÁLBUM e foi a melhor que eu ouvi até agora, provavelmente a ouviria no repeat pra sempre. Se me deixasse, eu a colocaria de title do álbum ou lançava só como single e é isso.

Músicas Favoritas: Rain in the Spring Time

Parallel (2017)

Nota: 7/10

Apesar de ser suspeita para falar porque Love Whisper é a minha title preferida, curti esse mini álbum porque senti que a title não ofuscou tanto o resto das faixas e algumas eu realmente ouviria de novo, como One-Half e Ave Maria. Foi interessante elas voltarem com um conceito quase semelhante ao de LOL, mas trazendo alguns detalhes novos, como um projeto de rap no fim de Life is a Party; e Falling Asleep Again, a primeira ballad das gatonas (graças a Deus elas tem poucas porque eu odeio ballad). Nada mal.

Músicas Favoritas: One-Half

Rainbow (2017)

Nota: 7,5/10

Não tenho muito o que falar pois Rainbow é um repack do Parallel com apenas duas músicas novas. Maaas ambas são ótimas, complementaram a obra anterior de uma forma tão boa que fez parecer uma continuação, um segundo capítulo. A title Summer Rain não é lá muito memorável (eu mesma nem lembrava dela) e, mesmo sendo uma delicia de ouvir igualzinha uma chuva de verão, ela acaba passando batido por ter uma bside bem mais interessante. Rainbow é alegre, tem uma guitarra carismática e fiquei mais tempo do que gostaria com o “Ra-a-ain Ra-a-ainbow” na minha cabeça.

Músicas Favoritas: Rainbow

Time For The Moon Night (2018)

Nota: 8/10

Ouvi com as expectativas bem altas já que sempre enchem a boca para falar desse aqui. E tenho que concordar, ele é muito brabo. Um verdadeiro divisor de águas. Mostrou amadurecimento das meninas, mantendo a essência refrescante e explorando gêneros bem novos para um grupo que estava preso há bastante tempo num mesmo conceito. Talvez seja o primeiro onde as bsides realmente não são ofuscadas pela title, ainda que Time For The Moon Night seja ótima. É muito consistente em qualidade e você entende na primeira ouvida que nenhuma música está ali à toa. Algumas tem até carinha de title/single como Flower Garden e Love Bug. Gostei até mesmo da ballad Bye. E, sim, esse álbum me ganhou porque parece muito com a trilha sonora de Sailor Moon, aqui temos clubismo!

Músicas Favoritas: Flower Garden e You Are My Star

Sunny Summer (2018)

Nota: 6/10

Eu sinceramente só lembro de Sunny Summer porque o refrão é insuportavelmente chiclete, apesar de amar comebacks de verão. O resto dele é bem mais ou menos mesmo, todo grupo tem que ter seu episódio filler na praia. Esse é o único mini do GFriend que faz lembrar aqueles álbuns de verão com grupo fundo de quintal e o investimento de 1 picolé pura água. Não é péssimo, só genérico de mais para elas.

Músicas Favoritas: Vacation

Time For Us (2019)

Nota: 9/10

Me arrependo de não dar atenção para Sunrise na época que lançou, porque é uma title muito bem feita. Além dela, todas as outras do álbum são uma finesse. Sinto que exploraram bem mais e expandiram tudo o que começaram em Time For The Moon Night de uma forma quase orquestral. Botou o Gfriend e as bsides em outro patamar mais maduro e com mais qualidade, incrível. Só A Starry Sky e Memoria eu achei chatinhas, as outras eu curti muito e me deu vontade de ouvir mais do grupo, principalmente por causa dos vocais impecáveis. TFU é uma ótima indicação para quem quer conhecer Gfriend.

Músicas Favoritas: You Are Not Alone

Fever Season (2019)

Nota: 8/10

Esse aqui alugou uma chácara na minha playlist de replay e talvez foi o EP delas que eu mais ouvi. Fever, assim como as bsides, é o álbum mais comum delas. Não é exatamente ruim, mas elas nunca embarcaram tanto num Future Bass + House + Dance Pop como nesse álbum aqui (assim como praticamente todo grupo nessa época). Estranhamente algumas pareciam demos roubadas do Twice, como Smile. Num todo, Fever Season é muito legal de ouvir e tem muita bside aqui que com certeza vai ficar na sua cabeça.

Músicas Favoritas: Mr. Blue

回: Labyrinth (2020)

Nota: 10/10

Ok, esse aqui definitivamente é O MELHOR EP, O MELHOOOOOOOR. Esse foi o único que fiz questão de ouvir do início ao fim três vezes de tanto que eu amei. Vocais de arrepiar, instrumental realmente rico, um rock de rasgar o coração… Tudo isso somado com um amadurecimento absurdo que saiu da mesmice delas e dos outros girlgroups. Eu não lembrava que tinha gostado tanto de Crossroads, mas se ela fosse lançada no Japão seria hit porque ela é a cara de opening de shoujo. E mete violino neles, GFriend!

Músicas Favoritas: Labyrinth (mas eu amei todas)

回: Song Of The Sirens (2020)

Nota: 9/10

Apple é conhecida como a primeira title do GFriend realmente sexy, diferente de tudo que já tentaram. Mas as bsides não tem nada a ver com a title, infelizmente. O lado bom é que lembra muito o Labyrinth pelas referências de rock que se repetem em todas as bsides. Aqui o foco é A SANTA GUITARRA, coisa que sempre amei nos lançamentos antigos do grupo. Só que em algumas músicas ela é tão aguda que chega assustar e dar uma ardidinha no ouvido, mas esse pano eu passo. É um mini com músicas muito poderosas, apesar de não ter muita coesão entre os estilos delas. É uma surpresa atrás da outra.

Músicas Favoritas: Eye of the Storm

回:Walpurgis Night (2020)

Nota: 10/10

Imagina aproveitar a onda nostálgica dos anos 80 para lançar o melhor álbum da carreira, atrair novos fãs cheios de expectativa e depois morrer. Foi o que aconteceu aqui. Walpurgis Night é completo, coeso, maduro e tem o melhor que o GFriend já pôde oferecer. As referências dos anos 80 vão além da incrível Mago. São delicadas o suficiente para não cair na mesmice do os outros grupos, que pareceram pegar o primeiro sampley de Disco que acharam no YouTube para fazer suas músicas. Tem um pouco de Rock, um pouco de Synthpop, um pouco de Ballroom, um pouco de Disco… Tudo na medida certa e com o estilo amadurecido do GFriend, do jeito que Song Of The Sirens poderia ter entregado. Para fechar com chave de ouro, o álbum termina de nos destroçar com Wheel Of the Year, uma música sobre um amor esperançoso e em desenvolvimento, que agora mais parece uma despedida, um fechamento de ciclo. Dá para entender a comoção com o disband do grupo: a quebra de expectativa de quem esperava mais trabalhos delas depois desse álbum foi imensa. É uma pena, de verdade.

Músicas Favoritas: Three of Cups, Wheel Of The Year e Better Me


HORA DO VEREDITO

White aegyo não era para ser tão doloroso de acompanhar assim, sério. No início, as bsides realmente não faziam um papel de muita importância nos álbuns, parecia algo muito para preencher o número de faixas, além das músicas ficarem muito na mesmice. Até o Rainbow (e incluindo o Sunny Summer), todas eram muito esquecíveis a ponto de só a title sobressair. Time For The Moon Night e Time For Us foram os divisores de água e mostraram que para amadurecer um girlgroup que começou com conceito fofo não é preciso escolher só entre o girl crush ou sexy. GFriend conseguiu trilhar um novo caminho no meio desses dois extremos, ressaltando o que tem de melhor no grupo: versatilidade, vocais, instrumentais e coreografias. Não vou cansar de falar como o fim tão inesperado do GFriend foi doloroso para quem queria continuar a acompanhar um grupo com estilo tão único. Pelo menos, deixaram uma discografia incrível como lembrança para aquecer nosso coraçãozinho quebrado. Ah, e vale lembrar que praticamente todas as membros continuam ativas na mídia: SinB, Umji e Eunha no VIVIZ; enquanto Yuju e Yerim debutaram solo.

OVERALL

Nota: 103,5 ÷ 14 = 7,4

O OVERALL É A SOMA DAS NOTAS DA REVIEW DIVIDIDA PELO TOTAL DE ÁLBUNS DO ARTISTA.

TOP 5 – Álbuns/Minis

  1. Walpurgis Night
  2. Labyrinth
  3. Time For Us
  4. Song Of The Sirens
  5. Time For The Moon Night

TOP 5 – B-Sides

  1. Rain in the Spring Time
  2. Mr. Blue
  3. Labyrinth
  4. Three of Cups
  5. Rainbow

2 comentários em “Panorama AYO GG | GFriend”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s