Jpop, News

Bed-In salva a música japonesa – e novamente sem pretensões – com Freedom! 

Edit: ATENÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vocês já devem ter percebido que eu não dedico muito tempo fazendo posts solo pra atos japoneses, né? É que eu notei nos últimos tempos que os números são drasticamente diferentes quando comparados com os posts de kpop, por mais nugu que o grupo seja, daí prefiro juntar tudo na Xepa pra comentar. Só que hoje eu resolvi fazer diferente. Hoje eu não vou dar a mínima pras views, assim como a dupla de hoje não se importa nem um pouco se elas são ou não o acontecimento mais revolucionário do Japão. 

Caso você tenha clicado aqui por curiosidade e não sabe nada sobre, Bed-In é uma dupla japonesa de tiazonas que resgataram todo o estilo musical e fashionista dos anos 80-90 do Japão e, sem nenhum pudor ou revista, impuseram nos dias atuais. Ontem, saiu o álbum novo delas e, como eu vi a minha timeline falando muito bem, achei que seria uma boa deixar a preocupação com as views de lado e comentar esse lançamento pra vocês. 

Atenção: o vídeo abaixo pode te absorver com tanta energia e glitter.

Não sou especialista em nada, mas vou tentar dar um pouco de contexto histórico: durante os anos 80-90 (mais especificamente, entre 1986 e 1992), o Japão viveu um período econômico chamado de “bolha”, onde os preços ficaram hiper inflacionados, rolou muita especulação financeira, compra de ações, expansão de crédito e por aí vai. Basicamente, foi um momento em que os japoneses se sentiam ricos de verdade e, com o dinheiro ganhando esse poder de compra enorme, a economia ficou superaquecida. E como todas as esferas da sociedade formam um contexto histórico, a bolha também se refletiu na música que era feita naquele período, com uma pegada bem eletrônica, viva, altamente positivista. 

Depois que a bolha “estourou”, com a bolsa de valores despencando mais que a metade em 1990, a economia japonesa só foi caindo ano após ano. Você já deve ter ouvido falar em algum momento da sua vida sobre como o Japão é um país estagnado economicamente. Isso porque o país vive até hoje um período de deflação enorme, que é quando a inflação atinge valores negativos. Nisso, o Bed-In se encaixa perfeitamente. Elas trazem todos esses aspectos de ter vivido no período da bolha econômica e transportam de forma crua, praticamente original, pros dias de hoje. E o ressurgimento de coisas assim é um sinal de que as coisas estão caminhando pra frente de novo, depois de mais de duas décadas.

Freedom!, assim como outras faixas já lançadas pelo Bed-In, passa a sensação de que o Japão vai dominar o mundo, assim como foi durante o período da bolha. E tudo isso é feito de uma forma extremamente trash, com as tiazonas usando vestidos apertadíssimos, com os peitos esmagados num decote ousado, enquanto uma balança o leque plumado e a outra se perde nos riffs de guitarra (que são tocados de verdade, não é o Wonder Girls fazendo playback de instrumento). É o tipo de coisa que me faz sorrir e me faz comprar totalmente essa ideia. 

Sabe o que eu acho mais legal no Bed-In? É que elas não se importam nem um pouco se são tiazonas. No rosto, não tem nada além de um batom vermelho e sombra escura porque elas não fazem questão de esconder as marcas da idade. As dobrinhas saltam pelas fendas do vestido extremamente cafona e, ainda assim, elas se sentem a dupla mais gostosa do Japão. No MV de Freedom!, você vai sentir isso: uma auto confiança enorme que todos nós deveríamos ter porque, porra, a gente tá vivendo uma emulação quase perfeita dos anos de economia quente, não existe hora pra se preocupar se eu sou brega demais, se eu chamo atenção desnecessariamente. É uma desconstrução maravilhosa do Japão atual, um conflito entre modos de vida de períodos diferentes. 

Entre closes propositais nos peitos da guitarrista e o carisma milionário da tia do leque, o Bed-In acabou servindo um dos melhores números do jpop esse ano. Talvez estivesse faltando um pouco de glitter e glamour nesses últimos tempos, então ainda bem que elas voltaram, não-intencionalmente fazendo a cabeça de todo o meu círculo social, que não para de elogiar esse lançamento. Freedom! é bem isso que o nome sugere: um grito de liberdade em tentar viver com o mínimo de alegria que uma economia capitalista consegue oferecer. E, se depender delas, acho que essa sensação de felicidade extrema nunca vai morrer. 

Escute também: Galaxy Police -Yoru o Tobikoete-

O pessoal no Twitter tava certo: o terceiro álbum do Bed-In tá incrível, tão oitentista-eletrônico quanto os trabalhos anteriores. Pode ser que ele perca força lá pelas duas últimas faixas, mas ainda carrega uma tracklist coerente com toda a identidade visual e sonora da dupla. E foi um pouco difícil escolher uma faixa pra recomendar, mas Galaxy Police -Yoru o Tobikoete- tem uma melancolia estranha que circula por ela toda, às vezes mais intensa, às vezes menos. É uma dualidade bem evidente, na verdade, porque em alguns trechos essa aura mística da música cede às trasheiras vocais da tia do leque (que tem a voz mais profunda), só que isso deixa Galaxy Police ainda mais interessante, e os “crazy in love, cry for the moon” desesperados são um detalhe a parte que faz toda a diferença no resultado final. Ótimo, as tias nunca decepcionam.

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

5 comentários em “Bed-In salva a música japonesa – e novamente sem pretensões – com Freedom! ”

  1. Mais um trabalho de altíssima qualidade entregue pelo Bed-In!

    É fascinante como elas conseguem ser extremamente toscas… e ao mesmo tempo extremamente geniais. A gente dá risada com as cafonices delas, chacoalha a cabeça com as músicas delas, e tudo isso coloca a gente pra cima – e acho que ultimamente todos nós precisamos muito disso.

    Ainda torço pelo dia que elas vão estourar no Japão e quiçá no mundo inteiro. Se o Babymetal (merecidamente) conseguiu, elas também podem!

    Curtido por 2 pessoas

      1. Bendito o dia em que o Asian Mixtape nos apresentou o vídeo de “C-Chou Venus”!

        (se bem que esse vídeo tem uma cena meio problemática perto do fim, com um homem agarrando uma mulher pelo cabelo e ameaçando socar a cara dela, antes dos dois virarem e fazerem graça pra câmera…)

        Curtido por 2 pessoas

  2. Eu simplesmente adorei o seu take no BED.IN… Eu já percebia qua a música delas tinha um subtexto que mexia comigo de uma forma que eu não conseguia explicar, mas toda esta questão da positividade faz todo o sentido e é bem insightful…

    Do álbum, eu só achei a sexta faixa (メチャギラ★乙女~今しかねぇ!~) extremamente… esquisita. Acho que foi a primeira música delas que eu fiquei meio sem palavras no mal sentido

    Curtido por 2 pessoas

  3. Sdds dessas tias, de toda a sua cafonice e da tia do cabelo curto arreganhando a perna e jorrando jovialidade na minha cara, que nem espacate consigo fazer. A música é ótima e ri horrores com os efeitos do MV, mostrando que quem é cafonavilhose vence no fim do dia. E pelo visto estamos formando um ciclo pela blogosfera: Bruno (sdds ASIANMIXTAPE) foi notado pela Avex e ganhou umas notícias sobre a Anna Tsuchiya de “primeira mão”; eu ganhei umas curtidas do Shinichi Osawa no Twitter por ter divulgado gratuitamente a música dele; vc ganhou uma twittada deliciosa de uma das tias do Bed-In… será que o Dougie finalmente tá perto de receber atenção da Kato Miliyah e o Lunei, da querida DJ HYO Pen Drive? Aguardemos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s