O Hot Issue realmente vai ser um problema se o debut oficial for essa GRATATA

Se você fez o Patrick Estrela e dormiu embaixo de uma pedra esse tempo todo, eu vou te explicar o que é meoributeo balkkeutkkaji Hot Issue. Grupo formado pela S2 Entertainment, que por sua vez é uma empresa nova, criada no ano passado pelo Hong Seungsung, um dos fundadores da infame Cube. Ou seja, eu prefiro encarar tudo isso como um surto de quarentena.

Recentemente, eu comentei no Twitter que ouvi o highlight do primeiro mini álbum delas e até tinha gostado (comparando com outro que chega essa semana também), sem contar que os teasers disfarçaram bem a música, colocando as melhores partes pra tocar. Certíssimos, porque ajudou a criar hype em cima do produto final. 

Antes de tecer meus comentários sobre GRATATA, vamos assistir ao MV.

Um debut de um girlgroup nos tempos atuais é sempre uma roleta russa pra mim: ou eu vou amar, ou eu vou odiar. A segunda opção tende a ter como principal fator uma questão que já é bem pontuada por outros integrantes da blogosfera fundo de quintal, e acho que por quem lê esse blog também. Acertou quem disse “falta de identidade”. 

Vai parecer saudosista demais, mas realmente anos atrás existia uma certa competitividade saudável dentro do kpop, quando white aegyo e sexy travavam batalhas que movimentavam toda uma comunidade. Isso rendia ótimos números que, quase sempre, eram majoritariamente comandados por vestidinhos brancos de santíssimas virgens ou midtempos sensuais de micro shorts. E, ainda que se dividissem em dois grandes nichos, ainda existia a tal da identidade que imprimia individualismo pra cada grupo que aparecia. 

O girl crush matou isso. Direcionou os olhares e ouvidos a outro tipo de som que nascia ali no segundo semestre de 2016 junto com um grupo que eu não vou mencionar, e, desde então, todos os outros grupos sentiram a necessidade de se adequar a uma nova demanda musical, o que causou perda de identidade e dando uma nova característica fabricada aos grupos que surgiam desde então. 

Falei tudo isso pra dizer que o Hot Issue não tá nem perto de ser baguncinha mais quente do momento justamente por se encaixar perfeitamente nos parágrafos acima. GRATATA é uma sucessiva derivação de outros grupos que já são por si só derivações, e isso perde muito comigo. A música não causa o impacto que gostaria, não tem a tão falada identidade, e se você acha isso uma besteira, eu sinto muito por você gostar de coisa ruim. Se fosse pra ouvir a mesma base musical em 300 músicas, eu ouvia Justin Bieber. 

O MV tem uma boa produção, mas é aquilo: serve carões a rodo de todas as integrantes enquanto elas cantam com um inglês extremamente cursivo que atiram pra matar. Ainda assim, é um bom MV de apresentação de produto, todas as integrantes têm seu tempo de tela pra cantar e fazer malabarismos. Só acho que GRATATA é um péssimo nome, me lembra fruta, graviola, goiaba, não sei. Onomatopeias que só o kpop nos proporciona. 

Talvez eu tenha acordado muito azeda hoje (eu acordei mesmo) e essa filosofia do começo do post não faça sentido no fim das contas, mas a música é ruim. Infelizmente, sabe? Queria começar o dia comentando um debut decente, mas o Hot Issue não me deu essa chance, mesmo fazendo referência (indireta ou não-proposital) a outro debut cafonérrimo e maravilhoso. É uma pena porque quando eu cubro estreias de grupos, nunca quero ser chata ou malvada, mas não é culpa das meninas. Elas são belíssimas e fizeram de tudo pra carregar o conceito. Só não funcionou mesmo. 

Escute também: Purple

O mini álbum tá decente de ouvir. Não cumpriu o que prometeu no highlight medley, mas a tracklist não ofende (a não ser pelo fato de ter duas onomatopeias seguidas, e as duas serem ruins). Issue Maker é um lançamento 101 dos grupos rookies, onde elas exploram sonoridades diferentes pra provarem que sabem se virar com qualquer base ou descarte que recebem. Algumas não funcionam muito bem, mas Purple é um R&B/house bem gostosinho que me lembrou coisas que o Red Velvet lançava enquanto tava vivo. Mais um grupo de novinhas prestando suas homenagens, esse velório da SM não acaba nunca… 

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Curious Cat | Instagram

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

3 pensamentos

  1. Certíssima na questão de identidade!!! Por isso eu nem tava com hype (e mesmo assim me decepcionei kk), mas esse rolê do nome ser Hot Issue referenciar justo o debut do 4Minute não parece coincidência…

    Acho que desses grupos super recentes, o mais impactante mesmo foi o STAYC, ainda mais depois do comeback (que, apesar de morno, deu uma boa diferenciada das meninas do resto)… Eu só queria que o Black Swan voltasse pra eu poder dizer isso delas também T-T

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s