Random

[OFF] Carta aberta sobre o blog

Se você costuma frequentar esse blog algumas vezes, deve ter percebido que já faz um bom tempo que as postagens têm ficado cada vez mais escassas. Não é só impressão: eu realmente tenho postado pouco por aqui, mas não é uma decisão propriamente minha. Por isso eu decidi escrever uma carta curta (espero) explicando o que tem rolado por detrás da telinha.

Pra quem não me conhece, eu me chamo Rafaella, sou de São Paulo (mais especificamente, de Pirituba) e tenho lá meus 27 anos. Trabalho com TI, faço design gráfico e gosto de pop asiático há um bom tempo, sempre com idas e vindas, altos e baixos. Recentemente, eu me mudei da casa dos meus pais pra morar sozinha, finalmente, ter um canto onde eu possa ter um milhão de possibilidades, mesmo que sejam as mais bobas possíveis, como abrir uma lata de leite condensado e comer ele puro porque, bom, fui eu que paguei por ela. 

Acontece que morar sozinha tem seus prós e contras, como tudo. De repente, a minha rotina ficou abarrotada de coisas, rotina essa que era bem mais reduzida quando eu morava com os meus pais: fazer comida, lavar roupa, limpar a casa, pagar as contas, arranjar algum tempo livre, trabalhar, cuidar do gato, ir pra academia, enfim. E, como toda mudança repentina, eu me vi numa espiral de ansiedade por não conseguir cumprir com todas as minhas obrigações, como de costume com qualquer ser humano normal.

Já lido com a ansiedade por uns anos aí. Às vezes eu sei controlar a crise, às vezes ela me controla. E ter que correr pro hospital de madrugada pensando que você vai morrer, além de ter que encarar toda aquela gente da triagem, recepção, enfermeiros, achando que todo mundo tá te julgando por ser “só” ansiedade é extremamente desgastante. Afinal, se eu não achasse de fato que é uma situação grave, eu jamais sairia da minha cama às 3 da manhã pra ficar fazendo hora no pronto-socorro. 

Daí, no meio disso tudo, eu esqueci do AYO GG. Na verdade, eu me senti culpada de ficar horas aqui no computador pesquisando sobre os lançamentos da semana enquanto minha casa tá suja, por exemplo. Ou que, depois de um dia horrível de trabalho, eu mereço ficar deitada no sofá sem fazer nada. Acontece, sabe? Nessas últimas semanas, saber o que acontecia no pop asiático era a última coisa que eu queria, mas ao mesmo tempo algo dentro de mim fazia com que eu sentisse culpa por abandonar um lugar que, muitas vezes, me serviu de refúgio. 

Esse post não tem a finalidade de fazer vocês sentirem pena de mim, nem como prometer que, a partir daqui, tudo vai ser diferente. É mais um desabafo do que qualquer outra coisa, até porque eu sei que eu sou uma adulta com responsabilidades que, muitas vezes, ultrapassam qualquer vontade. Estamos num sistema capitalista, afinal. Mas, de algumas coisas eu tenho certeza. A primeira é que o AYO GG não acabou nem nada do tipo. Postagens vão continuar existindo, em ritmo normal ou não, e os projetos de fim de ano também, bem como todas as ideias que eu pretendo trazer algum dia. 

O AYO GG nasceu numa tarde do dia 30 de dezembro de 2020, da minha vontade de exercer minha escrita e a minha opinião nunca requisitada em outros meios; basicamente um projeto que não teve planejamento e estreou do nada. Eu sou assim, quando dá na telha eu faço. E se acontecer de acordar um dia e quiser excluir o blog, eu vou. Mas esse dia não é hoje, e duvido que de fato essa vontade seja material. Eu amo isso daqui e, como tudo na vida, eu vou dar meus pulos pra ajeitar. Enquanto isso, espero que vocês não me abandonem e chamem mais pessoas pra lerem tudo o que eu postei até hoje. Não é de qualidade, mas é feito com o coração.

Beijos, Rafa.

Um comentário em “[OFF] Carta aberta sobre o blog”

  1. Oi Rafaella! É legal saber seu nome agora eu juro que nunca tinha notado que aparece no final dos posts hahaha Olha eu eu fiquei muito feliz que você descidiu se abrir e desabafar oque estava sentindo aqui no seu blog. Eu entendo exatamente o que você tá sentindo porque eu tô passando pela mesma coisa, se vir morando sozinha parece ser libertador mas quando você experiencia de verdade vê que agora você tem mais entraves do que antes e tudo pareceais difícil de alcançar. Eu sei que é foda manter ou criar qualquer coisa nesse período de adaptação e por mim isso não diminui em nada o meu apreço pelo seu blog. Gosto muito da sua escrita e todo dia checo se tem um POST novo por aqui.

    Não digo isso pra você se sentir pressionada a escrever mais, por favor kkkkk mas eu quero te dizer que o seu blog não é um espaço só seu mas um lugar onde você compartilha com outras pessoas oque você tem a dizer e a gente pode concordar discordar e debater, e eu gosto disso.

    Então, o que eu tenho a dizer é toma o seu tempo nescessário pra ajeitar a sua vida. As coisas demorar mas saiba que quem realmente gosta do seu trabalho, tipo eu, vai estar aqui esperando sua próxima postagem porque é divertido ler você esculhambando a próxima música do Black pink ou algo assim. Mas se por acaso você perceber que a sua jornada não é continuando a escrever sobre música asiática, tudo bem, mas saiba que pelo menos pra mim eu vejo ele como algo especial no meu dia a dia, então eu te pediria pra não deletar ele do nada, se fosse possível kkkkk manda um aviso antes no twitter ou algo assim, aí eu posso salvar os meus posts preferidos dele 🙂

    Boa sorte nessa sua jornada Rafaella!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s