Kpop, News

Como pode Thank You, uma música de agradecimento do Brave Girls, ser capaz de emocionar tanto?

Goste ou não (eu até duvido que existam pessoas nessa segunda opção), o Brave Girls é, atualmente, um dos grupos mais aguardados na Coreia do Sul, daqueles que você precisa temer pelo seu fave pra não lançarem música junto com elas. O viral fez milagres na vida delas. E o Brave Brothers, que não é bobo nem nada, continua se agarrando nesse pequeno grande detalhe pra desovar mais comebacks nas costas das meninas. 

Com a Minyoung afastada por conta da ansiedade, surgiu a faixa e o EP chamados Thank You, e algumas sobrancelhas foram levantadas: isso é um agradecimento ou elas tão se despedindo? No kpop, não tem como lançar uma música com um nome desse e esperar qualquer reação diferente, e ir embora no auge depois de um ano pleníssimo seria… Estranho, no mínimo. 

Vamos descobrir o que o Brave Girls quer dizer em Thank You. 

Apesar do suspense que eu fiz no começo do post, vocês já sabem que elas querem gritar obrigada a plenos pulmões, mas eu queria discorrer um pouco a respeito dessas músicas de agradecimento no kpop num geral e como o Brave Girls é o único grupo que consegue arrancar emoções verdadeiras com isso. Não importa se você chegou ontem ou já tem uma década acompanhando grupos coreanos, todo mundo tem conhecimento do que elas passaram até chegar nesse presente momento. Todos os perrengues financeiros, entrada e saída constante de membros, e até a própria negligência do Brave Brothers para com um ato que ele mesmo criou, na sua própria empresa. Isso tudo faz parte da história do Brave Girls. Por trás de um ano de conquistas inimagináveis e sucesso meteórico, existem outros dez de uma coisa que eu não sei chamar de outro nome a não ser sofrimento.

Não quero dizer que um grupo sofreu menos que o outro. Óbvio, dependendo da empresa, as pressões e cobranças são diferentes, e isso se encaixa no Brave Girls. Em 2011, o Brave Brothers já era reconhecido como o produtor do momento, emplacando hit atrás de hit para girlgroups do segundo escalão do kpop, tipo o Sistar. Entre montar seu próprio grupo e alcançar a fama eram dois palitos, mas, de alguma forma, o Brave Girls original não aconteceu. E seguiu não acontecendo. Sei lá o que deve ter rolado nos bastidores, mas eu imagino o festival de promessas que o Brave Brothers fez pra essas meninas, enquanto algumas pulavam fora por estarem cansadas de esperar um sucesso que nunca veio. Ser idol é uma chance em um milhão, dificilmente dá certo, mas voltar à vida normal depois de abdicar de tudo por anos é o que mais dói. 

Thank You é uma música extremamente autoral, biográfica, disfarçada de canção de amor. Quer dizer, nem tão disfarçada assim. Pra elas, se a fanbase não tivesse aguentado por tanto tempo, nada disso seria possível também. E não tá errado: sem fã, não tem grupo que se sustente; sem grupo, não existe fã. É uma relação cuja moeda é a devoção, e em troca você recebe carinho, seja lá como isso for interpretado. Aqui, o Brave Girls entregou carinho ao fã em forma de confissão, quase um diário aberto a quem quisesse ler. Frases como esperei por tanto tempo, várias noites em que eu chorei escondido e se você não estivesse do meu lado nem sei se estaria aqui são muito pessoais e doloridas, mas ao mesmo tempo que se passa por uma música sobre amor, elas só podem ser captadas por quem sabe o verdadeiro significado. 

Sobre a faixa em si, eu li que as pessoas esperavam o mesmo efeito que After We Ride teve, mas não tem como comparar. Enquanto essa foi uma power ballad oitentista sofrida que conta, de alguma forma, os acontecimentos de 2020 pra frente na vida do grupo, em Thank You subverte a estrutura das músicas de agradecimento do kpop, que são bem xoxas, pra algo dançante, animado, quase uma festa de aniversário (já que faz um pouco mais de um ano mesmo que o vídeo da apresentação de Rollin no exército coreano bombou), onde elas convidam quem estiver disposto a comemorar com elas. E, a essa altura, o Brave Girls também tomou essa sonoridade mais retrô como uma assinatura. O disco-pop contido, com um fundinho melancólico, só ajuda a elevar o status emocionante da música toda.

Por isso, Thank You tem tanto impacto. Não consigo ouvir sem pensar em todas as possíveis situações pelas quais elas já devem ter passado e não me emocionar, até porque, o que diferencia essa de outras músicas de agradecimento é a reviravolta que o grupo teve, como se elas tivessem acertado o jackpot numa máquina de cassino. E, mais que isso, é usar o sucesso de agora pra contar o que houve no passado, de comemorar o presente por todas as outras seis garotas que ajudaram a escrever essa história e que, de alguma forma, merecem desfrutar tanto quanto elas, daquilo de baterem no peito e dizer “sim, eu fui uma integrante do Brave Girls”. Num MV que mostra um mundo alternativo e futurista dominado por elas, tem que ter orgulho mesmo; elas não são as garotas corajosas à toa.

Escute também: Can I Love You

Acho incrível como o Brave Brothers consegue entregar um EP ótimo, que conversa com a situação atual do kpop sem deixar de imprimir os maneirismos do seu jeito de produzir música. Thank You é mais um trabalho muito bom do Brave Girls, talvez não tão empolgante e icônico quanto o Summer Queen (que é o melhor EP de verão dos últimos tempos, chora aí na sua casa), mas tem qualidade e apelo da mesma forma. Dessa vez, a tracklist usa o retrô já tão bem encaixado no estilo do grupo, só que indo pra uma pegada mais tradicional da música pop coreana, que é o trot. São faixas que emocionam tanto quanto a title, até porque o trot tem essa característica, de passar sentimentos explosivos (e até meio bregas) em forma de canção de karaokê. Can I Love You é um bom exemplo disso: a música vai crescendo e crescendo até não caber mais nos ouvidos. Acho que é um EP que reflete essa sensação de sair pelas ruas à noite depois de tomar todas, sofrendo por um amor que não existe mais, coisa que o After We Ride deveria ter feito se não fosse um álbum de remixes. 

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

4 comentários em “Como pode Thank You, uma música de agradecimento do Brave Girls, ser capaz de emocionar tanto?”

  1. Caramba, não sabia dessa história por trás da música… sabia que as Brave Girls tinham penado pra burro antes de conseguirem a fama, mas a experiência foi ainda mais difícil do que eu imaginava.

    O que posso dizer é que a música é MUITO BOA! E adorei que elas fugiram do som massificado que todo outro girlgroup tem feito ultimamente.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Post excelente, Rafa! Aliás, quais posts seus não são? Sério, já faz umas semanas desde que conheci seu blog e a sua escrita me pega de um jeito…! Seus textos são INCRÍVEIS, sério mesmo. E acho que com esse e no último das (G)I-DLE você se superou pois dá quase pra tocar o sentimento imbuído em cada linha tamanha é a naturalidade com que você expressa emoções tão verdadeiras. Enfim, um beijo!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. ai seios fartos de choi minho eu falei de vc no twitter ontem pq eu ri demais do nome mas o comentário me deixou choros…….tem dias que eu to inspirada demais e acabo viajando, mas obrigada, sério!!!!!!!!!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s