Kpop, News

IVE promete muito com Eleven, mas zero graus pra mim tá ótimo

Fazia um tempinho que eu não cobria um novo debut aqui no blog, né? É que, na verdade, 2021 não foi um ano tão legal assim pra rookies, então muita coisa que estreou se mostrou fraca ou até passou despercebida por mim. Não é o caso do IVE, a aposta da Starship que carrega no time duas ex-IZ*ONE que ranquearam bem alto no último episódio do programa. Isso já parecia o suficiente pra promover um hype em cima delas, e deu certo: foi um dos debuts mais aguardados desse ano.

O IVE fez sua estreia no mesmo dia do comeback DO CARALHO do Everglow, e o que poderia ser uma tarefa fácil pra mim (decidir qual post viria primeiro) virou um caos depois que eu ouvi Pirate e fiquei completamente… Pirateada. Então deixei o novo debut da Starship esperando, afinal a empresa já entregou a sua maioral do ano (que obviamente é o EP do WJSN), somado ao fato de que eu nem tava tão interessada assim nesse lançamento. 

Veja o MV de título esquisito aí embaixo.

Se tem uma coisa que a Starship costuma fazer bem mesmo sendo uma empresa de segundo ou terceiro escalão é MV. É assim com o WJSN, que tem uma videografia maravilhosa, é assim com o Monsta X e não poderia deixar de ser com o IVE. O clipe é muito bem feito no sentido estético da coisa, e o que não falta são cenas valorizando ainda mais a beleza de cada uma das meninas. São carões genéricos e os closes servem pra mostrar em detalhes quem é quem (e pra você, espectador, não se esquecer), já que estamos falando do debut, mas foi feito de forma competente. 

Só que nem só de beleza ou qualidade visual o kpop vive. Até vive, mas o fator principal que dá gosto de acompanhar um grupo é uma mistura de música contagiante (o que não quer dizer necessariamente boa) e carisma. Eleven, e o IVE mesmo, falham bem aqui; existe uma roupagem meio étnica, um som meio árabe, que tenta ser forte e chique, mas os tons agudos simplesmente não passam a mesma vibe, e aí eu não consigo me sentir teletransportada pra qualquer lugar que elas queiram me levar. Aliás, tentar dar uma cara mais madura pra um grupo cuja média de idade é 17 anos foi um tiro no pé, porque essa é uma música que seria sustentada por mistério e sensualidade, e elas não têm condição de fazer isso.

Além disso, Eleven não reinventa nenhuma roda. Acho até que dá pra ser confundida com qualquer outra coisa que já saiu no kpop esse ano (porque músicas assim são tendência agora), e pra um grupo tão aguardado, parece um balde de água fria. O pré-refrão é legal quando desacelera, quase um anticlímax que precede um refrão mais barulhento, é como se eu sentisse um carro freando aos poucos no sinal vermelho até acelerar de novo na avenida. Foi uma boa sacada e conecta bem as partes adjacentes da música, mas meio que acaba aí mesmo. 

Talvez esse post seja o contrário do que muita gente tava esperando (inclusive minha amiga Thaís, desculpa, eu sei que você tava ansiosa pra isso aqui), mas realmente Eleven não é tão digna de nota assim. Pra debutar com uma dessas, precisa ter culhão: pra segurar o conceito do jeito que se deve e pra não morrer no mar de tantos outros girlgroups que apostam na mesma coisa. Mas nem sempre se acerta a mão na estreia, né? Mesmo com os números altos de venda, acho que a Starship precisa trabalhar melhor a sonoridade dessas meninas e botar um pouco mais de carisma na fuça da Wonyoung, já que possivelmente ela vai ser o rosto do grupo e, bom, beleza não sustenta muita coisa (falavam isso da Cai Bing, por que não posso falar dela?). Fora isso, prometeram DEMAIS, mas acho que vão acabar entregando em 11 parcelas.

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Youtube

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Com a tag

Um comentário em “IVE promete muito com Eleven, mas zero graus pra mim tá ótimo”

  1. É difícil lançar um debut marcante, pouquíssimxs conseguem. No caso do IVE, achei a música razoável, mas sendo sincerx, esperava coisa melhor, já que os teasers estavam promissores. E achei meio estranha essa desacelerada, por mim essa semi-farofa podia seguir o mesmo ritmo do início ao fim. Mas foi interessante ver a Starship arriscar numa batida étnica, acho que não tentaram isso com Sistar nem com Cosmic Girls (com Monsta X várias vezes). Por fim, acho que é uma música vai demorar a crescer comigo, mas ela vai.
    P.S.: Meus debuts favoritos de girlgroup são:
    https://www.youtube.com/watch?v=0k2Zzkw_-0I
    https://www.youtube.com/watch?v=ugcMR9xCMm8
    (quem diz que 9MUSES teve o pior debut da história do capope tá condenadx a ser Blink pelo resto da vida)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s