SCANDAL é uma banda debutante de 30 anos em eternal

Bom, SCANDAL voltou à ativa em comemoração aos seus 15 anos de estrada e meu coração de adolescente de 13 anos fã de animes e jpop deu aquela batida errada quase saindo do peito porque é mais um ícone japonês que eu acompanho desde muito nova fazendo aniversário importante. 

Assim como a Kyary, a banda prometeu ter um 2021 recheado de comemorações com música nova, shows e lives. Pra eternal, além das 100 cópias da edição limitada em fita cassete (que esgotaram em minutos), o SCANDAL gravou uma série de “diários” mostrando a produção do PV, conteúdo que está disponível no canal oficial do Youtube.

Enfim, sem mais delongas, vamos dar uma olhada no PV bonitinho.

Pra começo de conversa, eternal é diferente de tudo que o SCANDAL já lançou durante esses 15 anos. Nunca na história da banda existiu um single tão calmo e intimista como esse, e até causa certa estranheza pra quem era acostumado com o SCANDAL explosivo do começo da década passada. 

Esse trabalho dá continuidade ao último álbum delas lançado no ano passado, Kiss from the Darkness, que marca o primeiro lançamento do SCANDAL em sua própria gravadora, a her. E, junto com essas novidades, também houve uma mudança no tipo de som e mensagem que elas queriam trazer aos fãs. Como adultas, as músicas mais recentes giram em torno de problemas de mulheres adultas, que passam pelos sentimentos de alegria e tristeza. Nunca antes o SCANDAL se aventurou em trazer algo mais sensível. 

eternal é, até então, o ápice dessa nova faceta vulnerável. E, como parte da inovação de identidade, eternal não é só uma simples balada de inverno/primavera que o Japão tá acostumado a desovar nessa época do ano. Junto da voz da Haruna (que está meio tom acima do que ela canta normalmente), a música traz elementos de sintetizadores e violinos que se misturam aos instrumentos já comuns e criam essa atmosfera etérea tão gostosa de ouvir.

E, ao mesmo tempo que eternal é leve, a letra, escrita de forma muito bonita pela Rina, demonstra as dores de crescer, o medo de se declarar adulta e o receio de esquecer tudo que já passou; um retrato dos 15 anos do SCANDAL, que teve seu começo quando as meninas ainda estavam no colégio. Ou seja, uma banda que surgiu em idade tão tenra seria capaz de sobreviver aos golpes do tempo? Isso fica muito claro nos últimos versos da música, em que elas pedem que esse “momento” seja eterno. 

O SCANDAL estreou muito bem seu ano de quinceañera, com mais um trabalho produzido pelas mãos de quem sabe o que está fazendo. Com a sua própria gravadora, seria óbvio que elas tivessem mais controle criativo, mas a saída da Epic Records parece que foi o verdadeiro sinal de puberdade de uma banda que estava andando em círculos há alguns anos. Agora parece que a possibilidade de “ser eterno” não é tão remota assim. 

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

Nenhum pensamento

  1. Faz um tempo que não escuto nada do Scandal, mas definitivamente isso é bem diferente do normal delas. Mas é um diferente bom, sabe? A direção da música ta super bonita e acho que super combina com o aniversário da banda, olha eu gostei bastante~

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s