A gravidez da Yui Imaizumi e seu casamento com Mahoto Watanabe expõem um escândalo de pornografia infantil no Japão

Durante a última semana, os veículos de comunicação do Japão passaram a noticiar o fato de que uma ex-integrante do antigo grupo Keyakizaka46 (que re-debutou ano passado como Sakurazaka46) anunciou seu casamento. Yui Imaizumi, que esteve presente na maioria dos singles principais do grupo, não só falou que estava casada, como também grávida de um youtuber e rapper famoso, que logo se revelou ser o Mahoto Watanabe

Até aí, nada demais. Boas novas à nova família. A não ser que essas duas notícias acabassem expondo um passado cruel e novas consequências ao Watanabe. 

O homem que a Yui descreveu como um ser bondoso, na verdade está sendo acusado de pedir fotos íntimas a uma garota de 15 anos, e essa mesma garota denunciou o acontecimento a uma amiga e a outro youtuber. Logo virou um caso de polícia. 

Não é a primeira vez que Watanabe se envolve criminalmente com a justiça. Em 2019, ele foi preso ao ser acusado de agredir uma ex-namorada ao ponto de ela implorar para que ele parasse de dar socos em seu rosto enquanto estava bêbado. Após ser solto, Watanabe postou um vídeo de desculpas e teve suas atividades suspensas pela sua empresa, a UUUM. Sua pena foi transformada em serviços comunitários.

Postei o print porque não vou dar ibope pra canal de pedófilo.

A gente sabe que a pedofilia no Japão é bem relativizada, apesar da pauta receber cada vez mais importância dentro do país, com crescentes movimentos feministas e maiores proibições de entretenimento voltado ao assunto. Ao ter suas conversas com a garota vazadas, Watanabe foi demitido da UUUM, mas a empresa não mencionou o real motivo da dispensa, apenas informou que ele estava agindo de forma “problemática”.

E onde entra a Yui nisso tudo? Bom, sendo modelo, atriz e cantora gerenciada pela avex, enquanto estiver grávida (e também ela teve coronavírus, o que enfraqueceu o sistema imunológico dela), ela provavelmente vai ficar fora do entretenimento por um tempo, mas não temos nenhum posicionamento dela a respeito dos crimes que o marido cometeu. Isso me faz pensar que os japoneses (principalmente os fãs do Keyakizaka) podem passar a boicotá-la como se isso fosse de alguma forma culpa dela. 

Até agora, o canal do Watanabe está com 2,3 milhões de inscritos, sem previsão de queda ou suspensão por parte do Youtube. Minha teoria é de que, em hipótese alguma, dá pra confiar em um homem desses e eu acredito que possa existir coação por parte dele para com a Yui enquanto o processo judicial e as investigações rolam. 

Se virem qualquer postagem criminosa a respeito do caso, denunciem. 

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s