Apink comemora 10 anos de história praticamente invictas com Thank You

Apesar de muitos de nós começarmos a acompanhar o Apink de verdade quando elas deram aquela virada musical em 2018 com I’m so sick, é inegável que fazer 10 anos de grupo no kpop atual é um feito maravilhoso. E, obviamente, com o que elas vinham lançando, era difícil de acreditar que hoje o grupo seria exemplo de consolidação na indústria. 

Esses 10 anos veio na capengagem? Veio, mas o que importa é que veio. E, enquanto o Apink não lança o comeback de verdade, os fãs podem se deliciar com as meninas sendo fofas e divertidas nesse single digital de comemoração. Dá uma olhadinha no MV aí embaixo.

Thank You não poderia ser mais literal: é um agradecimento a todo mundo que acreditou no potencial do grupo, até mesmo quando não tinha como acreditar em alguma coisa. Isso porque, todo ano, a gente esperava algum aegyo de 30 anos vindo do Apink. Era tipo “lá vem o grupo de tidinhas fazer aegyo de novo”. E eu não tenho nada contra aegyo, mas a mudança de imagem veio na hora exata; acompanhou a trend da época, renovou o nome do grupo em solo doméstico, chamou a atenção da galera internacional e ainda provou que elas sabem se reinventar. Só coisa boa.

Então, quando elas cantam sobre terem passado por vários momentos difíceis, é a mais pura verdade porque o grupo tava lançando umas coisas sofríveis… A empresa deixou o Apink estagnado em um conceito único, que chegou a fazer sucesso, mas envelheceu mal; a Coreia do Sul já estava interessada em outras coisas enquanto elas ensinavam o povo a contar. Acho que quem segurou as pontas da popularidade do Apink foram a Eunji, que explodiu protagonizando Reply 1997, e a Naeun, que é chamada pra ser o rosto de toda e qualquer campanha publicitária no país. Isso, e o fato delas serem muito unidas, explica bastante as vendas consistentes durante esse tempo todo (outro feito notável do grupo).

E Thank You é a volta dessa sonoridade mais delicada, porém de caráter intimista por se tratar de uma música comemorativa. Eu não vou ouvir mais do que três vezes na vida, mas é importante a gente noticiar que um grupo como o Apink sobreviveu a todos esses anos pra contar sua história numa data tão especial. Em 2018, ninguém esperava que elas viessem reformadas, ainda mais porque era o ano da renovação do contrato, mas as bichas resistiram QUASE invictas. Quase por três motivos: o estilo musical que deu vários tropeços, a saída de uma integrante (porque o Apink não foi sempre seis) e as recentes polêmicas da Chorong. Eu vou falar desse último tópico em algum momento, mas não hoje. Acho que o Apink merece comemorar essa conquista tão importante pra um girlgroup de cabeça fresca. 

Acompanhe o AYO GG nas redes sociais:

Facebook | Twitter | Curious Cat | Instagram

Se você gosta muito do AYO GG e quiser transferir uns trocados pelo Pix, utilize a chave rafaellasolla@hotmail.com.

Autor: Rafa

26 anos, de São Paulo e ativa nessa vida de pop asiático há mais tempo do que eu gostaria.

6 pensamentos

  1. Que post fofo, sério 💖 Acabei de ver o clipe junto da minha irmã (prometi que ia ver com ela) e nem sei o que escrever no Aquário de ler seu post… Completinho, sincero e caloroso como um abracinho… Acho que foi essa a vibe deste comeback delas, sabe? Nem pesquisei da Chorong porque realmente tô o bagaço pra mais notícia de polêmica, então foi legal elas darem este respiro pro fandom (minha irmã pink panda ficou super coração mole vendo, até eu fiquei meio emocionadinho :’)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s